Tráfego orgânico e pago: qual é o melhor para minha instituição?

As estratégias de tráfego orgânico e pago são utilizadas por instituições de ensino que desejam aumentar o número de acessos em suas páginas para   conquistar um desempenho melhor em suas campanhas de captação.

Mas… qual dessas modalidades é a melhor para as instituições de ensino?

Nesse conteúdo, vamos explicar os pontos positivos de cada estratégia, ajudando você a decidir qual é capaz de gerar os melhores resultados para sua IES.

Aproveite a leitura!

O que é tráfego na internet?

No mundo físico, o termo tráfego representa o fluxo de pessoas e veículos em uma determinada via. Enquanto, o tráfego na internet representa também o fluxo de pessoas, mas que acessam determinada página da web.

Além disso, diferente do mundo real, em que altos níveis de tráfego nem sempre são positivos, no virtual significa que o seu site está alcançando bons desempenhos e, na maioria das vezes, rendendo altos faturamentos para o negócio.

Diferenças entre tráfego orgânico e pago

Para alcançar um bom fluxo de usuários nas suas páginas, existem inúmeras estratégias digitais, como o tráfego orgânico e pago.

A principal diferença entre essas modalidades é que o primeiro necessita de investimento monetário direto — para que as campanhas sejam impulsionadas pelas ferramentas — enquanto o segundo, em teoria, pode ser realizado sem investimento algum.

Conheça abaixo as principais características do tráfego orgânico

  • Possui origem natural do próprio site;
  • É determinado pelos algoritmos das ferramentas de buscas;
  • Atrai visitantes mais interessados no site;
  • Gera resultados a longo prazo.

Já o tráfego pago possui essas características:

  • Sua origem são os links patrocinados;
  • Deve ser criado através de ferramentas de anúncios;
  • É mais caro;
  • Gera resultados imediatos, mas somente enquanto durar a campanha.

A partir dessas características será possível diferenciar as estratégias, entendendo também as vantagens que cada uma pode proporcionar para sua IES.

Importante destacar que, mesmo possuindo excelente potencial, o tráfego na internet  apenas gera resultados se for aplicado por profissionais qualificados. Então, vale a pena contratar uma equipe especializada  para gerenciar a estratégia.

Qual a melhor estratégia para as instituições de ensino?

De modo geral, as duas estratégias promovem excelentes resultados para as instituições de ensino, ajudando esses negócios a alcançarem mais alunos em potencial e aumentar o número de matrículas no início do ciclo.

Portanto, a escolha sobre a melhor opção dependerá dos objetivos que sua instituição deseja alcançar, em qual período — curto, médio ou longo prazo — assim como o orçamento disponível para essa estratégia.

Afinal, mesmo que o tráfego pago aumente o fluxo de usuários imediatamente, esse desempenho cai no momento em que a campanha sai do ar.

Em contrapartida, uma estratégia de tráfego orgânico bem construída é capaz de fortalecer a imagem da sua IES no mundo digital e render resultados consistentes, mas somente a longo prazo.

Por isso, nossa dica é: invista nas duas soluções!

Utilize o tráfego pago para aumentar de imediato o número de acesso nas suas páginas, e as estratégias do tráfego orgânico para fidelizar esses usuários e construir um desempenho progressivo nos mecanismos de busca.

Desse modo, você garante a sua IES um alto fluxo no site e a construção de uma imagem de valor entre alunos em potencial.

3 estratégias de tráfego orgânico para IES

Para gerar excelentes resultados, o tráfego orgânico deve ser aplicado com o auxílio das melhores estratégias disponíveis. Conheça abaixo as três mais utilizadas pelas empresas, que oferecem ótimos desempenhos:

SEO

Otimizar suas páginas para os mecanismos de buscas é uma das melhores maneiras de alcançar bons resultados com o tráfego orgânico.

Portanto, estude as principais palavras-chave do nicho da sua instituição, conheça os fatores de rankeamento que mais influenciam nos resultados e coloque em prática as táticas de SEO.

Mostre às ferramentas de pesquisa que seu site oferece os melhores resultados para o usuário e garanta excelentes posições nas páginas de busca.

Marketing de conteúdo

organicamente. O marketing de conteúdo também ajuda a gerar autoridade para sua IES, fortalecendo a marca no mercado.

Para alcançar o máximo de pessoas, diversifique os formatos de conteúdos, produzindo artigos, infográficos, e-books e até mesmo planilhas — por exemplo, a maioria dos estudantes disponibilizará seus dados em troca de uma planilha para organizar os estudos. 

Então, ofereça isso a eles e garanta essas informações!

E-mail marketing

O e-mail marketing permite que sua IES construa uma relação com os alunos interessados em realizar a matrícula.

Com esse canal, é possível alertar essas pessoas sobre descontos e eventos, conceder informações importantes sobre a IES ou simplesmente compartilhar os conteúdos recém-publicados em seu blog — responsáveis, na maioria das vezes, pelo contato inicial entre vocês.

Utilize as ferramentas do Inbound marketing para coletar dados de clientes em potencial, criando uma lista de e-mails valiosa.

Dicas para aplicar o tráfego pago

Para ter sucesso com sua estratégia de tráfego pago, é necessário escolher a melhor ferramenta.

No caso dos artigos publicados em blog, o ideal é usar o Google Ads — que promove anúncios nas páginas de buscas e em sites parceiros.

Contudo, se você deseja aumentar o tráfego do seu perfil, o Facebook Ads é o ideal, não somente devido a praticidade de uso, como também por permitir o gerenciamento de campanhas no Instagram.

Além de escolher a melhor plataforma de tráfego pago, aplique também essas dicas:

  • Saiba segmentar corretamente o anúncio, conforme o público, localização que deseja atingir e demais características possíveis;
  • Conheça os tipos de campanhas disponíveis em cada ferramenta, escolhendo a compatível com o modelo do seu anúncio e orçamento;
  • Antes de publicar definitivamente a campanha, realize o máximo de testes possíveis, para entender quais táticas funcionam (ou não) com seu nicho;
  • Monitore e mensure os resultados frequentemente, com auxílio de indicadores de desempenho, realizando também as mudanças necessárias.

As estratégias ensinadas acima podem ajudar a melhorar o desempenho da sua IES no mundo digital, o qual se tornou peça-chave para o sucesso das instituições.

Afinal, com o crescimento e desenvolvimento do mercado educacional, possuir uma marca forte é o segredo para se destacar entre as demais instituições e garantir mais alunos a cada ciclo.

Fortalecer sua presença digital é uma das estratégias mais eficientes, uma vez que a internet tornou-se o principal meio de captação dos estudantes, que estão a todo momento consumindo conteúdos digitais.

Além de possuir uma presença digital, a IES também deve contar com o suporte de uma equipe especializada em marketing, capaz de gerenciar as estratégias de maneira assertiva.

Desse modo, a chance de sucesso será bem maior, impedindo que a instituição perca dinheiro aplicando táticas de maneira errada — como o tráfego pago — sem alcançar resultados concretos.

Então, contrate uma agência de marketing digital, com profissionais especializados em gestão de tráfego, gerenciamento de mídias sociais, técnicas de SEO e muito mais.

Conclusão

Agora que você conhece as diferenças entre tráfego orgânico e pago — e que o recomendado é combinar essas estratégias — está na hora de colocar a mão na massa!

Utilize as informações e dicas ensinadas nesse conteúdo ou, se for possível, contrate profissionais especializados na área!

Entregue essa responsabilidade nas mãos de pessoas qualificadas e aumente suas chances de conseguir resultados incríveis com o tráfego orgânico e pago.


Leave A Comment

You must be logged in to post a comment.